Pesquisar nesse blog

sábado, 5 de outubro de 2013

Há males que vem para o bem



Diziam nossos avós: "Há males que vem para o bem..." Quem nunca ouviu essa frase? Na juventude até duvidamos, mas anos depois quando analisamos alguns acontecimentos concluímos que realmente é verdade. Ainda que não consigamos perceber isso no momento de um sofrimento, todas as dores tem sua função, sua razão de ser e traz uma lição para nos ensinar.

Não podemos controlar tudo o que nos acontece, mas podemos construir para nós um futuro sempre melhor se estivermos atentos. A vida nos dá sinais a todo momento. Se algo não vai bem, a vida se incumbe de nos mostrar a verdade. Porém muitas vezes ignoramos ou negamos a realidade, tendendo a querer ver apenas  aquela que desejamos. Deixamos ser influenciados pelo que nos convém, porém cedo ou tarde a realidade irá se impor e nos derrubar de cima das nossas ilusões.

Confia-se em quem se gosta. A mentira, falsidade e traição é uma punhalada em pleno coração desarmado, no entanto, tudo se denuncia antes. Somos nós que não prestamos atenção nos sinais de caráter, conversas, comentários, comportamento e no descompromisso dos outros. Por afeição, distração ou qualquer outro motivo, não consideramos os sinais. Entretanto, se estivermos atentos aos sinais, podemos atuar antes que situações nos peguem desprevenidos.

Momentos críticos são muito ruins, mas abrem a nossa visão. A verdade ameniza a dor, que perde o viés do insuportável para nos mostrar novas possibilidades. Mas isso só acontece se não deixarmos que o orgulho tome a direção, porque daí pode nos colocar em becos sem saída. Não adianta procurar e querer punir culpados para ter uma saída honrosa, e muito menos se fazer de vítima para despertar compaixão.

O que hoje parece uma tragédia, pode se revelar benção no futuro. Às vezes, o universo usa caminhos estranhos para nos levar ao lugar certo. É necessário saber aceitar alguns acontecimentos e ter confiança no futuro, em nós mesmos, nos nossos talentos e capacidades. Um dia, quando menos se espera, a gente se supera e chega mais perto de ser quem na verdade a gente é...



sexta-feira, 4 de outubro de 2013

O que é o amor


Hoje é  Dia de São Francisco, uma oportunidade para lembrarmos de suas palavras:
O amor é paciente, é benigno. O amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece.
Não se conduz inconvenientemente, não procura seus próprios interesses.
Não se exaspera não se ressente do mal,  não se alegra com a injustiça,
mas regozija-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta e tudo vence..

Amor... Amor... Amor... Muito já se escreveu e se escreverá sobre o amor, um dos temas mais abordados em todas as épocas. O amor está relacionado ao romantismo que permeia as relações apaixonadas, à cumplicidade madura dos casais mais experientes e até nas questões levadas ao divã dos psicanalistas. E o que é o amor? Será que existe uma única definição para um tema tão complexo? Ou será que cada um pode definir o amor colocando no mundo milhões de definições. 

A maioria das nossas confusões afetivas parte da nossa incompreensão e da nossa inexatidão a respeito dos conceitos. Sempre haverá pessoas reclamando que não encontraram o grande amor de suas vidas, entretanto só encontramos o que procuramos e estamos preparados para encontrar. Às vezes até encontramos, porém não o reconhecemos ou não o sabemos valorizar. 

Muitas pessoas vivem a ilusão de encontrar sua "alma gêmea", se sentem incompletas e tentam buscar a sua outra metade. Isso significa delegar para outra pessoa a difícil missão de fazê-las felizes e suprir o que lhes falta, esquecendo que isso só depende delas mesmas. E mesmo nos casos de amor mais lindos e perfeitos, as pessoas só poderão ser felizes se forem inteiras e não metades. 

Desejar se unir a alguém só pode ser verdadeiro se houver o desejo de compartilhar universos semelhantes mas também diferentes, porque querer encontrar semelhança total é tolice. É na diferença que podemos crescer e expandir nossos horizontes. É comum as pessoas se apaixonarem por pessoas parecidas com elas, como se fosse um espelho. Mas também há outras que se apaixonam pelo oposto, por alguém completamente diferente dela.

Quem busca o espelho de si mesma perde a oportunidade de se adaptar e aprender com o que é diferente. Quem busca o seu totalmente oposto, procura alguém que possa compensar áreas não trabalhadas da sua própria personalidade e das suas competências sociais, transferindo para o outro tudo aquilo que tem dificuldade em fazer. Em ambos os casos há um nítido narcisismo, porque amor é um sentimento que parte de nós em direção ao outro. 

Amar é a maior aventura e também o maior desafio da espécie humana. Só se ama verdadeiramente quando se é capaz de ceder, vencendo o egoísmo e o narcisismo para viver o amor intensamente. Amar significa desejar expandir. É somar e multiplicar e não dividir ou subtrair. O amor é benigno, doa sem se submeter, tolera sem se omitir, compartilha sem se auto abandonar. 

Ninguém pode ser responsável pela felicidade de ninguém, porque quem entrega para outra pessoa o fardo de fazê-la feliz está se eximindo da responsabilidade sobre suas próprias emoções, sentimentos e escolhas. Está apenas desejando manter-se no confortável papel de vítima, afinal, se não der certo a culpa é do outro que falhou.  

Querer que outra pessoa se responsabilize por sua felicidade caracteriza egoísmo e vaidade, pois parte do pressuposto que você é tão importante é obrigação da pessoa te fazer feliz. Se assim for, trata-se de um amor narcisista; você não sente amor por outra pessoa mas apenas por si mesma. Vale um conselho para os casais: Se querem ser felizes, nunca se casem. Se querem fazer alguém feliz, então case, pois duas pessoas que pensam assim serão felizes para sempre!...
Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares